Cannes 2017: de Sofia Cappola a Robin Campillo – dezanove – notícias e cultura LGBT

Source: Cannes 2017: de Sofia Cappola a Robin Campillo – dezanove – notícias e

À septuagésima edição voltou a fazer-se história na Croissette: Sofia Coppola tornou-se a segunda mulher a vencer o prémio de realização no Festival de Cinema de Cannes. “120 Beats per Minute”, de Robin Campillo, foi outro dos grandes vencedores.

Paris, início dos anos 1990, sexo, drogas, rock ‘n’ roll e os homossexuais começam a morrer do então apelidado “cancro gay”. Depois dos EUA a epidemia da SIDA chega à Europa. Paris tem um dos focos mais graves da infecção pelo VIH. É este o epicentro de “120 Beats per Minute” (2017), do realizador marroquino Robin Campillo. “120 BPM”, como é já designado, chegou a ser apontado como o grande favorito da edição deste ano de Cannes. Levou para casa o Grande Prémio, atribuído pelo júri presidido por Pedro Almodóvar, e a Queer Palm para a Melhor Longa-Metragem com conteúdo LGBTI.cultura LGBT

Published by

tayoulevy

retired from teacher in philosophy, i try harder to keep up which is not always easy. I love various sites very interesting at WP and hope to find others. I will sart with two set of notes for preparation of works on memory and on the body. The more interaction, the better

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s